quarta-feira, 24 de maio de 2017

Bolo de leite evaporado




200 g de leite evaporado
200 g de farinha
4 ovos
180 g de açúcar
80 ml de óleo
Raspa da casa de 1 limão
1 colher (chá) de  fermento em pó

   Pré-aqueça o forno a 180 ºC.
   Coloque todos os ingredientes numa taça, e bata bem, até ficar uma mistura homogénea. 
   Verta para uma forma, previamente untada e polvilhada e leve ao forbo por 30 a 35 minutos. Verifique a cozedura com um palito.
   Retire do forno, deixe arrefecer uns 10 minutos e desenforme.


quinta-feira, 18 de maio de 2017

Tarte de Santiago

   A tarte de Santiago é uma sobremesa tradicional da Galiza, de Santiago de Compostela, podendo ser encontrada por toda a Espanha. Os ingredientes principais deste doce são a amêndoa e os ovos. 
   Este doce é uma herança dos judeus sefarditas. Era uma das sobremesas típica da Páscoa judia: a farinha era substituída por pasta de amêndoa por ser proibido usar leveduras/fermentos. 
   As primeiras receitas fiáveis provêm de notas de Luis Bartolomé de Leybar, datando de 1838, sob a designação de "Tarta de Amêndoa". 
   A origem da Cruz de Santiago representada na sua superfice data de 1924, ano em que a confeitaria "Casa Mora" de Santiago de Compostela começa a enfeitar as tortas de amêndoa com aquela que viria a ser a sua silhueta característica. 
   Em 3 de Março de 2006, a Torta de Santiago passou a ser uma Denominação de origem protegida, com o Estado a regular as exactas medidas e os  de ingredientes que a tarte deve ter na sua confecção para ser considerada a verdadeira tarte de Santiago. Uma dessas medidas diz que a tarte nunca poderá levar farinha na sua confecção e a  quantidade de amêndoas deve representar pelo menos 33% do peso total da tarte. 
   A autêntica Tarta de Santiago deve ser redonda com a silhueta da cruz de Santiago de Compostela desenhada na superfície com açúcar em pó.





250 g de farinha de amêndoa
5 ovos
250 g de açúcar
Casca de 1 um limão (sem parte branca)
Açúcar em pó q.b.
Molde da Cruz de Santiago


Na Bimby:
   Pré-aqueça o forno a 170C º.
  Barre um tarteira de fundo amovível com manteiga, forre com papel vegetal e volte a barrar com manteiga.
   Coloque no copo o açúcar e pulverize 10 segundos/ velocidade 10.
   Adicione a casca de limão e volte a programar 10 segundos/ velocidade 10.
   Acrescente os ovos e programe 110 segundos/ velocidade 4.
   Acrescentar as amêndoas moídas e programar 5 segundos/ velocidade 4.
   Coloque o preparado na tarteira e leve ao forno cerca de 15 minutos a 20 minutos.
   Retire, deixe arrefecer um pouco, coloque o molde em cima e polvilhe com açúcar em pó.
   

Método tradicional:
  Pré-aqueça o forno a 170C º.
  Barre um tarteira de fundo amovível com manteiga, forre com papel vegetal e volte a barrar com manteiga.
   Bata muito bem os ovos com o açúcar.
   Adicione a raspa da casca do limão e a farinha de amêndoa.
   Coloque o preparado na tarteira e leve ao forno cerca de 15 minutos a 20 minutos.
   Retire, deixe arrefecer um pouco, coloque o molde em cima e polvilhe com açúcar em pó.
   

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Gelado de morango na Bimby

   Hoje trago-vos uma receita de gelado. Apesar de ser cm morangos, podem usar outras frutas congeladas a gosto (pêssegos, manga ou ananás são boas opções).
   Requer algum trabalho prévio, de congelamento (de preferência de véspera), mas tem a vantagem de em menos de nada se ter um gelado pronto a servir!  


 

200 g açúcar
800 g morangos, congelados
1 limão descascado, sem caroços e parte branca
200 g natas, frias
1 clara de ovo
400 g leite evaporado, previamente congelado em cuvetes de gelo


   Coloque no copo o açúcar e pulverize 15 segundos/ velocidade 9.
   Adicione os morangos, o limão, as natas, a clara e programe uns golpes de Turbo,  para desfazer.
   Adicione o leite evaporado e programe 2 minutos/ velocidade 9.
   Envolva, com a ajuda da espátula e sirva de imediato.


sexta-feira, 12 de maio de 2017

Pudim de pão com leite de coco - delicioso!!!

   Já publiquei aqui duas receitas de pudim de pão, ambas deliciosas. Uma delas, faz parte da infância do M. e a outra encontrei-a na internet, num dia em que a minha avó precisava de reaproveitar uma grande quantidade de pão. 
   Mas esta receita supera todas as outras. Quem não sabe que leva pão, ne acredita. Fica um pudim muito cremoso. É de lamber os beiços!




200 g de pão de véspera (baguete ou  carcaças)
1 l de leite
100 g de açúcar
1 lata  de leite condensado
250 ml de leite de coco
5 ovos
Caramelo líquido q.b.



Na Bimby:

   Pré- aqueça o forno a 180º.
   Demolhe o pão em 250 ml de leite. Reserve.

   Coloque no copo o restante leite e o açúcar. Aqueça 5 minutos/ 90ºC / velocidade 1.

   Adicione o pão, o leite condensado e o leite de coco. Triture 10 segundos/ velocidade 7.
   Adicione os ovos e misture 10 segundos/ velocidade 6.
   Coloque o pudim na forma, previamente caramelizada, tape e leve ao forno em banho-maria por 50 a 60 minutos.
   Retire e deixe arrefecer.
   Leve ao frigorífico por pelo menos 3 horas. O ideal é fazer de véspera.
   Desenforme no momento de servir.


Método tradicional:
   Pré- aqueça o forno a 180º.
   Demolhe o pão em 250 ml de leite e reserve.
   Misture o leite e o açúcar e bata com a batedeira.
   Junte o leite condensado, o leite de coco e o pão ao preparado anterior e misture tudo com a ajuda da varinha mágica.

   Adicione os ovos e volte a misturar muito bem.

   Coloque o pudim na forma, previamente caramelizada,  e leve ao forno em banho-maria por 50 a 60 minutos.
   Retire e deixe arrefecer.
   Leve ao frigorífico por pelo menos 3 horas. O ideal é fazer de véspera.
   Desenforme no momento de servir.